CARREGANDO

Busca

Número de curados pode indicar estabilização

Redação O Garibaldense 28/05/2020
Fábio Poletto foi o primeiro doador de plasma no experimento do Hemocentro Regional de Caxias do Sul / Divulgação

Os últimos boletins sobre o coronavírus vem apontando um dado que está agradando a secretaria municipal da Saúde. Cresce o número de curados em Garibaldi. Na terça, 26, chegou a 83%. São 289 curados em 349 confirmados, além de 56 ativos. Esse fator pode ser um indício de que o vírus está se estabilizando.

“Acredito que as coisas estão se acalmando, quero acreditar e torço para isso. Apesar do número grande de positivos, a maioria é assintomática, ou apresenta sintomas leves, que não necessitam de internação. Temos somente dois pacientes internados no Hospital Beneficente São Pedro e dois em Bento, há muito tempo”, destaca a titular da pasta no município, Simone Agostini de Moraes.

Ela explica também que os casos são confirmados ou não pelos testes rápidos, que são feitos para saber quantas pessoas já foram infectadas pelo vírus e também quais estão teoricamente imunes a ele. “A gente faz 14 dias após o aparecimento dos sintomas, mas pode ser feito em 17 ou até 20 dias”, diz. A média atual diária no ambulatório central da Covid-19 é de 40 pacientes, e em torno de oito coletas pelo SUS.

Plasma - Na manhã de sexta, 22, o Hemocentro Regional de Caxias do Sul iniciou a coleta de plasma, que consiste na transfusão do plasma (a parte líquida do sangue) de um paciente curado para um indivíduo infectado. Estudos apontam que o plasma convalescente pode diminuir a mortalidade em pacientes críticos, a carga viral e apresenta melhora clínica, com a diminuição do tempo de ventilação mecânica e internação na UTI.

Para doar a pessoa precisa estar 30 dias sem os sintomas, e o primeiro doador foi Fábio Poletto, 31 anos. Ele fez com o objetivo de ajudar um garibaldense de 62 anos, que está na UTI do Hospital Virvi Ramos, de Caxias, há mais de um mês, e seu estado é estável. “Me sinto feliz de poder ter ajudado, mas o que realmente quero é que ele se recupere e saia dessa situação para felicidade da família”, disse Poletto ao O Garibaldense.

Porém, o plasma não foi compatível e vai ser destinado a outro paciente. Para o garibaldense internado deve ser utilizado o plasma de um portoalegrense, que doou na segunda, 25.

Segundo Simone, o vereador Moises Nekel (MDB) encerrou seu período de 30 dias sem sintomas na terça, 26, e também fará a coleta. Outro interessado fará a doação a partir do dia 2 de junho, quando estiver totalmente recuperado.

Outras notícias

Clima e temperatura

 

Online O Garibaldense

O primeiro jornal de Garibaldi

Colunas populares
Curta nossa página